Mobilidade

Como cruzamento no centro da Europa, a Suíça dispõe de vias de comunicação que fomentam a mobilidade da população em todas as direções, tanto dentro do país como para os países vizinhos.

Rede de ferrovias em Solothurn na janela de um trem
Plano da rede de Solothurn. © FDFA, Presence Switzerland

A população suíça é muito móvel. Em 2015, percorreu um total de 129,7 bilhões de quilômetros, o que corresponde a uma média de mais de 15.575 km por pessoa (excluindo o tráfego aéreo). Cerca de três quartos desse valor cabem ao transporte individual motorizado. Nos últimos dez anos, a quilometragem em transportes motorizados individuais e em transportes públicos duplicou. 

Em termos de mobilidade, os suíços preferem, de longe, o veículo rodoviário motorizado. Em 2016, foram registrados cerca de 5,9 milhões de veículos motorizados na Suíça, dos quais 4,5 milhões eram automóveis. Este número quase duplicou desde 1980. Entretanto, as caronas solidárias são cada vez mais populares. Por exemplo, a associação Mobility, fundada em 1997, registra mais de 131.700 membros e coloca à sua disposição cerca de 2950 veículos em 1500 locais por todo o país.

Nove em cada dez pessoas que trabalham na Suíça saem de casa para ir trabalhar. Um terço dessas pessoas utiliza transportes públicos para se deslocar. O percurso para o trabalho demora, em média, 30 minutos. Os suíços preferem usar o trem para viagens entre dois centros. Em média, anualmente percorrem 2400 km de trem. Em 2016, os Caminhos de Ferro Federais da Suíça transportaram 458 milhões de passageiros.

Os suíços viajam de avião cerca de 5,5 vezes por ano e fazem, em média, um percurso de 9.000 km. Quatro de cinco aviões destinam-se a viagens de lazer. Assim, mais de um terço da mobilidade anual diz respeito a percursos efetuados com avião.