Política cultural

Como consequência do Federalismo, a produção cultural da Suíça é promovida das mais diversas formas a partir de inúmeras fontes.

Ateliê da Bienal de Veneza com visitantes
Bienal de Veneza, Pro Helvetia. © Andrea Avezzù

O objeto da promoção cultural suíça é a produção cultural, a produção, a difusão e o arquivamento de obras pelo poder público e por instituições privadas como fundações, patrocinadores e mecenas.

As comunidades gastam anualmente cerca de 3 bilhões de francos com a cultura. A maior parte deste valor é distribuída por alguns grandes centros urbanos. Estes são os cantões de Zurique, Genebra, Berna, Vaud e Basileia-cidade e suas respectivas comunas urbanas.

A Confederação apoia a produção cultural com um valor anual de aproximadamente 320 milhões de francos. A política cultural da Confederação é suportada conjuntamente por duas organizações: pelo Escritório Federal da Cultura e pela fundação Pro Helvetia.

O Escritório Federal da Cultura é responsável pela política cultural da Confederação e pela promoção, conservação e mediação da pluralidade cultural. Ele promove a produção cultural em áreas como a arte e o cinema, mantém museus e coleções, apoia a conservação de monumentos e se compromete com a formação cultural. O Escritório Federal da Cultura encontra-se em Berna.

A fundação Pro Helvetia promove a difusão da cultura suíça no estrangeiro. Dentro do país, ela contribui para o intercâmbio cultural entre as regiões individuais e promove a produção artística. A fundação tem sua sede em Zurique.

As atividades culturais da Suíça no estrangeiro são exercidas em colaboração com o Departamento Federal dos Negócios Estrangeiros destas duas organizações.