Design

O canivete, a fonte “Helvetica” ou o relógio Swatch são ícones do design suíço. Sua característica é a funcionalidade sóbria.

Relógio da estação de Hans Hilfiker
Relógio da estação de Hans Hilfiker. © FDFA, Presence Switzerland

O design suíço é marcado pela estética minimalista, por uma modelagem ao serviço da funcionalidade e pelo amor ao detalhe. O design suíço desenvolveu-se, por um lado, a partir do esforço por soluções simples para os problemas de uma sociedade recém-industrializada no período pós-guerra e, por outro lado, a partir da longa tradição da litografia suíça, cuja história remonta à segunda metade do século XIX.

Dos ícones do design suíço fazem parte as fontes “Helvetica” e “Frutiger”, o descascador “Rex”, o canivete militar, o relógio Swatch, a cadeira empilhável “Landi”, móveis de jardim “Eternit”, a cadeira “Loop”, a mesa em tripé de Jürg Bally, a luminária “Wolkenlampe” de Susi e Ueli Berger ou o relógio da companhia ferroviária suíça de Hans Hilfiker. Obras mais recentes são a bolsa de ombro feita a partir de lona de caminhão da Freitag e as cápsulas “Nespresso”. Além disso, a Suíça faz parte dos principais endereços de design para videogames.

Na Suíça, há três escolas líderes de design: a Universidade de Arte e Design (HEAD), em Genebra, a Universidade das Artes de Zurique (ZHdK) e a Universidade de Arte Aplicada de Lausanne (ECAL). Além disso, existem dois museus de design na Suíça: o Museu de Design e Arte Aplicada (mudac), em Lausanne, e o Museu de Design em Zurique.

O Escritório Federal da Cultura concede, anualmente, três grandes prêmios de design suíços e cerca de vinte prêmios de design. Além disso, desde 1991, existe o Prêmio de Design suíço. Assim são premiados, a cada dois anos, os melhores trabalhos de designers, empresas e instituições suíços ou de designers estrangeiros que atuam na Suíça.